segunda-feira, 26 de junho de 2017

Novo trem de alta velocidade da China estreia na rota Beijing-Shanghai

26/06/2017 - CRI

O trem-bala "Fuxing", projetado e fabricado pela China, estreou nesta segunda-feira (26) na rota Beijing-Shanghai. Desenvolvido conforme o padrão chinês, sob a orientação da Corporação Geral de Ferrovia da China, essa é a nova geração de trem de alta velocidade que já atingiu o nível mais avançado do mundo.

Na manhã do último domingo, o gerente-geral da Corporação Geral de Ferrovia da China, Lu Dongfu, anunciou a nomeação do novo trem.

"O Fuxing significa rejuvenescimento, em mandarim, registrando o processo de desenvolvimento da tecnologia ferroviária de alta velocidade da China. Isso demonstra o papel importante que o trem-bala desempenha na promoção do desenvolvimento socioeconômico do país."

Os novos trens-bala, conhecidos como unidades múltiplas elétricas (UME), têm dois modelos, CR400AF e CR400BF. Entre eles, o CR é a abreviatura inglesa da Corporação Geral de Ferrovia da China, com uma velocidade máxima de 400 quilômetros por hora e uma velocidade constante de 350 quilômetros por hora. Às 11h05 de hoje, um trem "Fuxing" partiu da estação do sul de Beijing para Shanghai. Ao mesmo tempo, outro saiu da Estação Ferroviária de Shanghai Hongqiao para Beijing.

O pesquisador da Academia de Ciências Ferroviárias da China, Zhang Bo, revelou que o trem bala "Fuxing" foi fabricado de acordo com os padrões chineses. A China possui o direito de propriedade intelectual completamente independente sobre o equipamento.

"No passado, os trens-balas de diferentes fabricantes e modelos não podiam alcançar a interoperabilidade. Fizemos muitos esforços para melhorar as condições técnicas. Além disso, também reajustamos o desenho do corpo e da frente dos trens. O consumo de energia diminuiu 17%. A resistência do equipamento também registrou uma redução de 6% e 12%."

O trem inclui um sistema de monitoramento sofisticado que constantemente verifica seu desempenho e automaticamente desacelera o trem em caso de emergência ou condições anormais. Além disso, é capaz detectar a temperatura de rolamento e do sistema de resfriamento. Por outro lado, um centro de controle poderá monitorar o trem em tempo real graças ao sistema de transmissão de dados remoto. As estatísticas mostram que a nova geração de trem-bala pode operar até 30 anos, com uma máxima quilometragem de 15 milhões de quilômetros.

A ferrovia de alta velocidade da China está em rápido desenvolvimento. O país possui a rede ferroviária mais longa do mundo, com 22 mil quilômetros até o fim de 2016, cerca de 60% do total mundial. Além de oferecer facilidades aos passageiros, a ferrovia de alta velocidade também se torna um símbolo da "fabricação chinesa". Devido à tecnologia avançada e compatibilidade forte, vários países asiáticos, europeus e africanos já estabeleceram cooperação com a China no setor.

Segundo a Corporação Geral de Ferrovia, a China vai continuar com design e fabricação dos trens com padrão chinês e ampliar seu uso no transporte ferroviário, com o fim de dar mais opções aos passageiros.

Tradução: Zhao Yan

Revisão: Diego Goulart

Nenhum comentário:

Postar um comentário